11.06.07
Um frio fora do comum, para a época, aqui no Rio, e mesmo assim acordei lá pelas duas e picos da manhã cheia de calor. Menopausa ainda não, revirei-me na cama, liguei o ar condicionado, voltei a encostar-me às três almofadas, barriga para cima, mãozinhas postas como as dos mortos nos velórios, que por causa daquilo nunca mais pude dormir como uma pessoa normal. Quando me ocorre estar mesmo capaz de me vomitar, não fosse o "banheiro da suíte" estar já completamente entupido com outro tipo de merda que não eu.
Não encontrei nada que explicasse a presença de Iemanjá aqui. Mas também, estou-me nas tintas.


por Mónica Marques às 18:38

Para Interromper o Amor
Transa Atlântica

Nas livrarias
O Inferno são os outros
Correio
folhassoltas@gmail.com
Chelsea Hotel
Freud explica
Technorati Profile
subscrever feeds