17.11.06
Bárbara Guimarães ajoelhada aos pés de José Saramago, ontem na Azinhaga do Ribatejo. Todos os escritores adoram humilhar um bocadinho as giras que só sabem fazer perguntas parvas. Qual vontade de chorar ó Bárbara! Um comunista não chora! E nem pense em levantar-se que se está mesmo a ver que estou a adorar tê-la aqui agachadinha a meu lado.

por Mónica Marques às 14:49

1 comentário:
De Miguel Marujo a 17.11.06 às 18:23
o momento foi hilariante. eu por mim, prefiro-a (agachada ou não) nas fotos de augisto brázio há uns dois anos no DNa. manias.


Comentar post

Para Interromper o Amor
Transa Atlântica

Nas livrarias
O Inferno são os outros
Correio
folhassoltas@gmail.com
Chelsea Hotel
Freud explica
Technorati Profile
subscrever feeds