15.02.07
João teria telefonado a um amigo na Bahia, único possuidor de uma gravação sua que necessitava absolutamente ouvir. João no Rio, o amigo na Bahia. Mas era João quem tanto pedia, quem assim pedia encarecidamente que o amigo pegasse já um avião. Mas agora, João? Mas hoje? Não pode esperar, João? Que não, que não. Tem de trazer isso hoje mesmo.
O amigo pegou o avião, afinal era João Gilberto quem assim lhe falava, quem tanto lhe pedia. E veio. Chegado ao Leblon, solícito toca a campainha:
É você? Tá com o disco?
Sim, sou eu, tá aqui comigo.
Tá, então bota em baixo da porta.


por Mónica Marques às 17:44

Para Interromper o Amor
Transa Atlântica

Nas livrarias
O Inferno são os outros
Correio
folhassoltas@gmail.com
Chelsea Hotel
Freud explica
Technorati Profile
subscrever feeds