4.10.09

Deve ser isso que estou a sentir. Uma vez perguntaram-me se não achava que escrevia os despautérios que escrevo também porque vivo no Brasil. Achei logo muito à bruta que a pergunta não fazia sentido nenhum e por isso respondi: mas isso não tem nada a ver. Escreveria sobre as mesmas coisas e exactamente da mesma maneira se estivesse em Lisboa. Então agora engulo em seco todas as letras dessa miserável resposta enquanto acendo um cigarro e como chocolate e oiço toda a música - a gente vive sem música? e acho que não há motivo para tanto Verão. Deve ser isso que estou a sentir. Que não se pode escrever em Lisboa, como se se estivesse no Rio. Fodeu.



por Mónica Marques às 15:12

Para Interromper o Amor
Transa Atlântica

Nas livrarias
O Inferno são os outros
Correio
folhassoltas@gmail.com
Chelsea Hotel
Freud explica
Technorati Profile
subscrever feeds