22.01.10

 Logo saia de casa toda linda, toda boa. Pinte as unhas todas do corpo.  Cada unha pintada é um degrau subido na auto-estima. Parece parvo, mas é verdade. As mulheres são  esta droga, mas boas para amar. Pinte de vermelho. Oiça música, muita música enquanto se arranja, qualquer música, não sou ditadora, recomendo ABBA. Se possível não o queira em casa enquanto se aperalta, diga-lhe que venha directo do emprego, mas não suba, que a espere à porta dentro do carro. Casa eles associam a crianças e você também. E ninguém quer brochar. Ponha perfume e vingue-se no rímel, mas não exagere. Se exagerar vão achar que está insegura. E você não está insegura, mesmo que esteja. Você vai-se perder e vai-se achar durante o jantar. Você é quem manda. Deixe-o beber o que ele quiser, mas confie muito se for whisky, “O whisky é o melhor amigo do homem. O whisky é o cachorro engarrafado”. Trust  Vinicius  and Tom Jobim. Fale línguas, as mulheres que falam línguas são mais engraçadas, principalmente as que falam mal ou inventam. Por fim beberique a sua primeira caipirinha e saboreie bem porque só vai beber mais uma até ao fim da noite.  Não abuse e não misture. Depois vá namorar.

 



por Mónica Marques às 14:44

Para Interromper o Amor
Transa Atlântica

Nas livrarias
O Inferno são os outros
Correio
folhassoltas@gmail.com
Chelsea Hotel
Freud explica
Technorati Profile
subscrever feeds