16.05.10

 

"Eu não concordo com a ideia de que o escritor tem uma função. É sempre por prazer, para fazer uma terapia individual, fazer

literatura é ter uma história que tem que botar para fora, de alguma forma. Mas acho que é também uma maneira de organizar meu pensamento. Muitas vezes eu descubro o que penso sobre determinado assunto quando começo a escrever sobre aquilo. É a tua reacção diante do mundo, diante das coisas. É uma maneira de botar as tuas ideias para fora."

Luis Fernando Verissimo



Luis Fernando Verissimo & Zuenir Ventura Conversa sobre o tempo com Arthur Dapieve



por Mónica Marques às 01:56

Para Interromper o Amor
Transa Atlântica

Nas livrarias
O Inferno são os outros
Correio
folhassoltas@gmail.com
Chelsea Hotel
Freud explica
Technorati Profile
subscrever feeds