18.10.06
"PT vai acionar Justiça para defender militante que perdeu parte do dedo"

"No tumulto, a publicitária Danielle Tristão, 38 anos, perdeu parte de um dedo, arrancado a dentadas. (...)Segundo Danielle, assim que chegou ao bar Jobi com a camiseta "Lula Sim", ouviu vaias e xingamentos como "mensaleiros, ladrões e corruptos". Acompanhada do marido, Juarez Brito, ela desistiu do chope após 30 minutos de hostilidades.
Na saída, por ter recusado um panfleto pró-Alckmin, começou a discussão, que culminou com agressões físicas. Danielle afirmou que, depois do incidente, não fará mais campanha no bairro* com a camiseta por medo(...)"


*Leblon.

por Mónica Marques às 11:05

Para Interromper o Amor
Transa Atlântica

Nas livrarias
O Inferno são os outros
Correio
folhassoltas@gmail.com
Chelsea Hotel
Freud explica
Technorati Profile
subscrever feeds