9.09.07
"Amanhã, eu não sou mais presidente, sabe onde eu vou estar? Eu não vou fazer curso em Paris. Não vou fazer um curso nos Estados Unidos. Eu vou é voltar para a minha gente."
"Ninguém neste país tem mais autoridade moral, ética e política do que o nosso partido. Admitimos que tem gente igual a nós, mas não admitimos que tenha melhor."

Lula da Silva, num momento de desprezo pelo que ele acha serem comportamentos das zélite e no momento seguinte, com o ego lá em cima. Igualzinho a mim. Ontem comecei o Kum Nye. Ora, ora, depois conto, agora não posso, fugi para escrever estas linhas longe da maluca da monja. Há três dias que sou presenteada com lautos banquetes lactovegetais e me passeio dentro de um trapo tipo saco de batatas. A monja diz que enquanto eu continuar a falar do Presidente não me dará abébias. Não posso escrever mais. Ela tem um lápis azul na orelha. Sinto falta dos sabonetes e dos floaters na Praia do Leblon. Mas ela diz que tudo o que arde, cura.


por Mónica Marques às 16:23

Para Interromper o Amor
Transa Atlântica

Nas livrarias
O Inferno são os outros
Correio
folhassoltas@gmail.com
Chelsea Hotel
Freud explica
Technorati Profile
subscrever feeds