Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

um blog da diáspora blasée

Liv

Julho 31, 2007

Nos anos 70, a senhora promoveu um encontro entre Woody Allen e Ingmar Bergman, a pedido de Allen. Como foi esse momento? Há registros de que eles mal se falaram.

Foi a coisa mais estranha do mundo. Eu estava fazendo Casa de Bonecas em Nova York e Ingmar veio ver a peça. Woody, que era meu amigo e grande fã de Ingmar, pediu para que eu marcasse um encontro. Ingmar foi com a mulher dele jantar na casa de Woody. Os dois disseram 'oi' e não falaram mais nada a noite inteira! Eu tive de puxar papo com a mulher de Ingmar, com quem eu não tinha a menor intimidade. Woody e Ingmar apenas olhavam um para o outro e sorriam, como se dissessem: 'Ah, essas mulheres'. Acho que eles nem se despediram. E o mais engraçado é que depois o Woody me ligou para dizer: 'Muito obrigado, o encontro foi incrível'. Ingmar também gostou. Ele me disse: 'Obrigado, Liv, Allen é muito especial'. Dá para entender?


Liv Ullmann em entrevista à revista Época.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Para Interromper o Amor

Correio

folhassoltas@gmail.com

Arquivo

  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2007
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2006
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D